01 junho 2010

O céu estava assim em festa porque era noite de São João

Hoje é primeiro de junho. Este é o primeiro post deste blog. Junho é também como muitos conhecidos meus pronunciam e escrevem meu nome. Não por acaso este dia foi escolhido para inaugurar o Emepebistas que pretende ser um espaço coletivo para a discussão, troca de informação, divulgação, crítica e apreciação de todos nós, diletantes da música inscrita no gênero MPB, bem como seu entorno estético, conceitos e produção.

Digito de São Luís do Maranhão, a ilha nordestina que é um caldeirão de ritmos e sons particulares e que produz uma sonoridade própria por meio de seus artistas populares mais legítimos. E aqui no nordeste, o mês de junho se apresenta como o mais criativo do ano pelas festividades em torno do santo que o apadrinha. Os festejos joaninos, ou juninos, esbanjam toda a criatividade, musicalidade, alegria e talento dos artistas daqui.

O nordeste apresentou ao Brasil e ao mundo a riqueza musical de artistas, músicos, compositores intérpretes fundamentais para o surgimento do que hoje entendemos como emepebê, tanto como produtores do gênero como influenciadores de artistas que buscaram uma estética legitimadora da identidade nacional que dialogasse com a cultura popular.

Reverencio aqui nomes como Luiz Gonzaga, Jackson do Pandeiro, João do Vale, Patativa do Assaré, Dorival Caymmi e tantos outros que inventaram e reinventaram a música popular brasileira. Peço a benção à São João e todos os santos para que este espaço cumpra com seus objetivos e seja mais uma voz a favor da música brasileira e de seus artistas.

E para terminar o texto com música, deixo aqui o registro da música Olha pro Céu (1951), de Luiz Gonzaga e José Fernandes, na interpretação de Maria Bethânia. Vídeo

Um comentário:

  1. Deu certo Albertinho! pra mim esse períodod e são joão é mais que especial. Eu nasci no mês de junho e desde pequena essa época tem uma magia, tem um clima especial.
    Volto depois.
    bjus!!

    ResponderExcluir

A canção segue a torcer por nós. Milton Nascimento